Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Agrediu a mulher e matou o sogro a tiro

Um homem que espancou a própria mulher e matou o sogro a tiro, em Quebradas, Azambuja, começa hoje a ser julgado no Tribunal do Cartaxo. António Inácio, de 48 anos, está acusado de um crime de homicídio qualificado, um de violência doméstica e outro de detenção de arma proibida.
18 de Fevereiro de 2011 às 00:30
António Inácio responde em tribunal por homicídio qualificado, violência doméstica e posse de arma proibida
António Inácio responde em tribunal por homicídio qualificado, violência doméstica e posse de arma proibida FOTO: Mariline Alves

O crime ocorreu a 31 de Maio de 2010. O arguido agrediu com violência Ângela Santos, com quem estava casado há 25 anos. Em consequência, a mulher foi refugiar-se em casa dos pais, próximo da casa onde habitava com o agressor, desempregado na altura.

O pai de Ângela, António Olegário, chegou e não sabia que a filha estava no quarto a mostrar à mãe as marcas das agressões. Ao sair, o idoso, de 79 anos, deu de caras com o homicida. Depois de uma breve discussão, António Inácio entrou no carro, pegou numa arma de caça e, ao voltar para junto do sogro, disparou um tiro à queima-roupa que lhe causou a morte.

ALENQUER HOMICIDA MORTE CARTAXO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)