Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

AGRESSÕES A TIRO E FACADA

Duas pessoas foram feridas na madrugada de ontem nas imediações de um bar e uma discoteca em Belinho, Esposende. As autoridades policiais suspeitam que um indivíduo, já detido, tenha sido o autor das duas agressões, uma por esfaqueamento e outra com um tiro de pistola.
9 de Agosto de 2004 às 00:00
O presumível agressor feriu a tiro um homem, no parque de estacionamento da 'Belidisco'
O presumível agressor feriu a tiro um homem, no parque de estacionamento da 'Belidisco' FOTO: Rui Filipe Moreira
Segundo fonte policial, o suspeito, um emigrante em França, foi detido pela Polícia Judiciária de Braga, na sequência de um tiro disparado sobre o abdómen de David Ferreira, de 32 anos, quando eram cerca das 05h30, no parque de estacionamento automóvel da discoteca 'Belidisco'. Após o disparo, o agressor - de férias na sua terra natal, Belinho - pôs-se em fuga num automóvel de matrícula francesa, conforme relataram populares a uma patrulha da GNR de Esposende.
Na origem desta agressão terá estado uma discussão envolvendo um número indeterminado de pessoas e que alegadamente se registou, poucas horas antes, nas imediações de um outro bar de Belinho, o 'Mentes Raras', onde o mesmo agressor terá esfaqueado num braço um jovem de 23 anos.
Os proprietários dos bares em causa negaram que tenha ocorrido qualquer incidente no interior dos estabelecimentos, ou que as agressões estejam de alguma forma relacionadas com o seu funcionamento, apesar de terem tido conhecimento do caso, que envolveu três pessoas residentes em Belinho e cuja investigação está sob a alçada da PJ de Braga.
"No interior da discoteca não houve qualquer problema ao longo da noite. Os indivíduos apenas se encontraram no parque e foi aí que ocorreu o disparo, sem que tenham chegado a entrar na discoteca", esclareceu Manuel Moreira, responsável da 'Belidisco'.
O proprietário do bar 'Mentes Raras', Pedro Pereira, adiantou que a primeira agressão terá ocorrido num caminho da freguesia de Belinho, remetendo a discussão em causa para "desentendimentos" que não precisou mas que alegou serem "sem importância, mais motivados por copos".
EM HOSPITAIS DIFERENTES
Ao que foi possível apurar, a primeira vítima da dupla de agressões registadas na madrugada de ontem, em Belinho, terá sido transportada ao Hospital de Barcelos num carro particular. Como se trataram de ferimentos ligeiros (duas facadas) num braço, não foi dada participação imediata do crime.
Por isso, a patrulha da GNR de Esposende só teve conhecimento do esfaqueamento através de populares que se encontravam junto ao agredido a tiro, que foi assistido por uma equipa de emergência médica e transportado pelos Bombeiros Voluntários de Esposende ao Hospital de Viana do Castelo, onde se encontra internado, "livre de perigo, apesar da gravidade dos ferimentos".
TRÂMITES DA INVESTIGAÇÃO POLICIAL
TIRO COM PJ
A GNR de Esposende tomou conta das agressões registadas em Belinho, mas, devido ao disparo de um tiro de pistola que provocou ferimentos graves em David Ferreira, o caso transitou para a Polícia Judiciária de Braga, a quem cabe investigar o suposto crime de “homicídio na forma tentada”.
DEPOIMENTOS
Os depoimentos dos feridos na dupla agressão da madrugada de ontem em Belinho, aliados a testemunhos populares, foram determinantes para a investigação da PJ, que levou à detenção do emigrante. O suspeito deverá ser hoje presente ao Tribunal de Esposende para determinação de eventuais medidas de coacção.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)