Agressor da claque No Name Boys tem pulseira mas pode sair para trabalhar

Tribunal de Ponta Delgada decidiu revogar a prisão preventiva.
Por F.V.|14.02.19
O Tribunal de Ponta Delgada decidiu revogar a prisão preventiva do elemento da claque No Name Boys, afeta ao Benfica, detido em janeiro, por provocar distúrbios numa discoteca depois de um jogo dos encarnados nos Açores.

O contabilista, da zona de Lisboa, vai ficar preso em casa, com pulseira eletrónica, mas pode sair para trabalhar.

Eduardo Luís está autorizado a sair de casa, de segunda a sexta-feira, das 07h30 às 18h30, para se dirigir à empresa onde trabalha.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!