Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Agressor da mãe e de polícia solto

Um homem de 31 anos atacou na madrugada de ontem a própria mãe, de 58, com um cutelo e, depois de a polícia ter sido chamada, ainda desferiu um soco no rosto de um agente da PSP de Almada, que o ia deter. Apesar deste homem já ter agredido anteriormente a mãe com violência, o juiz de instrução do Tribunal de Almada que o interrogou decidiu-se pela medida de coacção mais simples: Liberdade, com termo de identidade e residência .
28 de Abril de 2010 às 00:30
Teresa, a vítima da agressão, sofreu um golpe de cutelo no pé, desferido pelo filho no 1.º andar deste prédio
Teresa, a vítima da agressão, sofreu um golpe de cutelo no pé, desferido pelo filho no 1.º andar deste prédio FOTO: Manuel Moreira

Teresa vive no Feijó com o filho, operário da construção civil. E ontem, pelas 00h00, estalou mais uma violenta discussão entre os dois. O agressor não hesitou em ir à gaveta dos talheres buscar um cutelo e desferir um golpe profundo num dos pés da mãe que, ao sangrar abundantemente, teve de ser transportada de emergência para o Hospital Garcia de Orta, em Almada.

Quando a polícia chegou ao local, chamada pela vítima, o agressor encontrava-se a destruir vários móveis da habitação. Foi intimado a parar e encostou-se a uma parede, mas no momento em que o polícia ia consumar a detenção, desferiu um soco no rosto do agente, que não chegou a necessitar de tratamento.

Depois de detido, o agressor passou a noite nos calabouços da PSP de Almada, tendo ontem de manhã sido presente a um juiz. E nem o facto de o agressor ter já um historial de violência, nomeadamente quando no final do ano passado agrediu barbaramente a mãe, foi impedimento para sair com a medida de coacção mais leve: Termo de identidade e residência.

PORMENORES

REFORMADA

Segundo o ‘CM’ apurou no local, a vítima da agressão é reformada por doença e recebe uma pensão. Vive separada do marido, que actualmente reside no Norte do País.

AGRESSÕES

Os vizinhos de Teresa contam que em Dezembro a mulher foi agredida com tal violência pelo filho que "ficou com a cara toda roxa". Esta situação foi confirmada por uma fonte policial.

FILHOS BATEM

Números da GNR por violência doméstica revelam que actualmente quase 20 por cento das denúncias apontam para que os filhos agridam a mãe ou o pai.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)