Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Agressor partiu a pistola e fugiu

A aparente fraca resistência de uma pistola adaptada acabou por evitar a consumação de um assalto, na noite de quinta-feira, a um posto de abastecimento de combustíveis no centro histórico da cidade de Guimarães.
9 de Fevereiro de 2008 às 00:30
Desagradado com a resposta negativa à exigência de dinheiro, um jovem assaltante agrediu o funcionário com uma coronhada na cabeça, o que acabou por fazer com que a pistola de calibre 6.35 mm se desmantelasse. Sem arma, o suspeito desatou a fugir.
“Foi pena agredir o funcionário, porque já estava na hora de fechar e ele não tinha mesmo dinheiro”, lamentou o proprietário da bomba, situada atrás da igreja dos Santos Passos, no Largo de S. Francisco.
“Há 30 anos que cá estou e foi a primeira vez que alguém tentou assaltar esta bomba. Deve ter sido ser algum toxicodependente e inexperiente nisto”, adiantou o empresário. O funcionário, que sofreu ferimentos ligeiros, não conseguiu identificar o assaltante.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)