Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Agressores de bombeiro condenados a trabalho comunitário

Oito meses de prisão foram transformados em 240 dias de trabalho comunitário.
27 de Fevereiro de 2014 às 20:45
Telmo Ferreira, adjunto de comando dos Bombeiros Voluntários de Almeirim
Telmo Ferreira, adjunto de comando dos Bombeiros Voluntários de Almeirim FOTO: João Nuno Pepino

Os dois homens que agrediram o adjunto de comando dos bombeiros voluntários de Almeirim foram ontem condenados por um crime de ofensa à integridade física a penas de prestação de trabalho a favor da comunidade.

Paulo Seabra, que agrediu Telmo Ferreira com uma cabeçada durante uma operação de socorro, foi condenado a oito meses de prisão, transformados em 240 dias de trabalho comunitário. O outro arguido, Jorge Pascoal, que empurrou e apertou o pescoço ao bombeiro, apanhou seis de prisão, que a juíza do Tribunal de Almeirim comutou em 180 dias de trabalho comunitário.

Os factos remontam a 9 de fevereiro de 2011, quando os dois arguidos entraram no quartel dos bombeiros voluntários de Almeirim transportando um familiar com falta de ar, exigindo o seu transporte ao hospital de Santarém. Quando se aperceberam que os bombeiros tinham dado início às manobras de socorro dentro da ambulância, partiram para as agressões, que foram dadas por inteiramente provadas em tribunal.

"Não vim aqui à procura de sangue, mas espero que esta condenação sirva de exemplo para estas atitudes inadmissíveis", disse Telmo Ferreira ao CM após a leitura da sentença. O adjunto de comando, que recusou chegar a acordo e desistir da queixa antes do início do julgamento, lembrou casos anteriores de agressões a elementos da corporação de Almeirim e salientou "que não chega mostrarem-se arrependidos e comprometerem-se a pedir desculpas, porque depois acabam por não o fazer".

almeirim agressores bombeiro
Ver comentários