Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Agride bombeira que assistia mãe

Uma bombeira da corporação de Évora foi ontem agredida na cabeça por um homem quando avaliava o estado de saúde da mãe deste, vítima de paragem cardiorrespiratória.
3 de Novembro de 2010 às 01:07
Ana Nunes desmaiou com agressão na cabeça
Ana Nunes desmaiou com agressão na cabeça FOTO: Alexandre M. Silva

"Disse porque é que tínhamos demorado tanto tempo e depois nem me perguntou nada. Levei uma pancada forte e fiquei por momentos inanimada", contou Ana Nunes, 28 anos. Uma jarra terá sido usada na agressão que levou a bombeira, com 11 anos de experiência, a ser assistida no Hospital de Évora. "Não sofri ferimentos nem a TAC revelou qualquer problema. Fica o susto", disse. Ana e o adjunto de comando, João Caraça, tinham sido chamados às 11h58 a uma suposta explosão no bairro de Almeirim. No local encontraram uma mulher, de 59 anos, prostrada no chão da casa. Viria a falecer supostamente devido à inalação de monóxido de carbono proveniente de um esquentador sem ventilação. Aquando da agressão, o adjunto estava junto à ambulância.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)