Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Agridem a murro e roubam carros

Armas apontadas à cabeça e palavras ameaçadoras, para não dar hipótese de reacção. Filipe, de 32 anos, funcionário da PetroGomes, gasolineira na Trofa, foi atirado ao chão e espancado a murro. O violento ataque, ontem às 06h30, feito por um gang de sete elementos, terminou com o roubo de dois carros e de 600 euros da caixa registadora.
25 de Janeiro de 2010 às 00:30
Filipe, funcionário de 32 anos da gasolineira  PetroGomes foi violentamente agredido pelos assaltantes
Filipe, funcionário de 32 anos da gasolineira PetroGomes foi violentamente agredido pelos assaltantes FOTO: Diogo Pinto

Um cliente, que tomava café e lia o jornal, passou também por momentos de terror, quando teve uma caçadeira encostada à cabeça. Tudo para que desse aos larápios a chave do seu BMW.

"Dois vieram na minha direcção de pistola, meteram-me no chão e não me deixavam mexer. Depois levaram-me para a caixa para pegar no dinheiro", contou ao CM a vítima.

O assalto, que durou cinco minutos, ficou ainda marcado pela violência gratuita do gang. "Já estavam a ir embora, mas um voltou atrás só para me mandar um soco", explicou Filipe, com as marcas da lesão ainda bem visíveis no olho.

O grupo tinha feito o primeiro roubo da noite ainda no Porto, com o furto de uma carrinha Ford Escort na zona das Antas. Seguiram para a freguesia de Muro, Trofa, onde se depararam com o alvo do roubo.

De imediato, saíram dois homens da viatura, armados com pistolas, que entraram na loja de conveniência. Foram seguidos por um terceiro elemento que empunhava uma caçadeira. O trio controlou o funcionário e o cliente e preparou a chegada de mais quatro ladrões.

"Ainda carregaram uma mochila com outro material, como tabaco e óculos, mas com a pressa deixaram ficar ", disse o proprietário da gasolineira, Américo Gomes, de 59 anos. A PJ está a investigar o caso, mas o gang continua a monte.

PORMENORES

TERCEIRO ROUBO

A PetroGomes já foi alvo de dois assaltos, um em 2005 e outro em 2006. Em ambos os casos foram roubos armados. Ontem, foi o terceiro em cinco anos. Nos casos anteriores os assaltantes foram detidos.

AUTOMÓVEIS

O gang levou dois automóveis: um BMW 320 propriedade do cliente que estava na loja de conveniência; e um Ford Galaxy que pertencia ao gasolineiro .

SEGURANÇA

O proprietário, Américo Gomes, disse ao CM que prefere ter a porta da loja aberta, de madrugada, porque gera menos violência do que a porta fechada. "Quem quer roubar, fá--lo sempre", sentenciou.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)