Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Agrival contra a crise

A 32ª edição da Agrival, Feira Agrícola do Vale do Sousa, arrancou no dia de ontem, em Penafiel, com um orçamento de 400 mil euros e à espera de realizar um volume de negócios a rondar os quatro milhões de euros.
21 de Agosto de 2011 às 00:30
Natalino Ferreira está entusiasmado com o início do certame
Natalino Ferreira está entusiasmado com o início do certame FOTO: Roberto Bessa Moreira

De forma a conseguir esse objectivo, a organização espera que, tal como nos últimos anos, os mais de 300 expositores, distribuídos pelos 25 mil metros do Parque de Feiras e Exposições de Penafiel, sejam visitados por 100 mil visitantes.

Os empresários presentes no certame, que se prolonga pelos próximos oito dias, também esperam realizar bons negócios. "Nunca falhámos uma edição desde que viemos pela primeira vez e estamos presentes quase desde o início", referiu Elisabete Borges, da Casas Jericó, cuja especialidade são os fogões de sala e máquinas agrícolas.

"Agora vende-se menos do que antes, mas fazem-se muitos contactos que terminam em negócios", acrescenta.

Já Natalino Ferreira é estreante. "Toda a gente diz que a Agrival é uma feira muito boa e, até agora, não está mau", explica o dono da Fumeiros Casa de Lamego.

A Feira Agrícola do Vale do Sousa foi inaugurada pela ministra da Agricultura, Assunção Cristas.

VALE DO SOUSA FEIRA AGRICULTURA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)