Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Água do Zêzere contaminada

Resíduos de uma substância cancerígena, o arsénio-pirite, concentrados junto às Minas da Panasqueira, Fundão, podem a qualquer momento escorrer para o Rio Zêzere e contaminar a barragem de Castelo do Bode, que abastece Lisboa. Tudo porque o mau tempo das últimas semanas causou fendas nas encostas que suportam a zona das minas.
5 de Novembro de 2006 às 00:00
O Ministério do Ambiente já considerou a situação particularmente “grave”, mas o vice-presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, José Manuel Martins, nega a existência de perigo.
“As substâncias arsénio-pirite não escorrem para o Rio Zêzere nem podem chegar à barragem de Castelo do Bode porque estão defendidas das alterações climatéricas”, garante o responsável ao mesmo tempo que lembra que naquela zona do Rio não há produção industrial.
E acrescenta: “É um absurdo porque o arsénio-pirite está num aterro impermeabilizado.”
Apesar das justificações, a associação Quercus considera a situação “preocupante e de grande risco”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)