Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Água mais cara diminui consumo

O secretário de Estado do Ambiente, Humberto Rosa, defendeu o aumento do preço da água como um meio de reduzir os desperdícios de consumo e de combater a sua falta.
23 de Março de 2007 às 00:00
Na abertura do fórum ‘Economia da Água, Enfrentando a Escassez’, que decorreu ontem em Lisboa, no Dia Mundial da Água, o governante disse que Portugal ainda não tem problemas de falta de água, mas ressalvou que situações de seca como a de 2005 podem voltar a acontecer. “Está diagnosticado que a instabilidade climática nos vai trazer problemas como a escassez de água”, a qual pode ser combatida com a sua “valorização, dificultando os usos indevidos”.
Humberto Rosa afirmou ainda que o Governo está de “consciência tranquila” e tomou as acções possíveis para atenuar os prejuízos da invasão do mar na Costa de Caparica.
“O debate é saber se a opção a tomar era um muro de betão, uma estrutura pesada ou aquilo que o Governo advoga, que é uma solução ambientalmente correcta”, considerou o secretário de Estado.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)