Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Alcoitão perde três milhões de receitas

O provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa considera “infeliz” o facto de o Centro de Medicina e Reabilitação do Alcoitão ficar de fora dos beneficiários das receitas do Euromilhões.
21 de Abril de 2007 às 00:00
O Centro de Medicina e Reabilitação do Alcoitão festejou ontem 41 anos
O Centro de Medicina e Reabilitação do Alcoitão festejou ontem 41 anos FOTO: Sérgio Lemos
Rui Cunha – que ontem participou na cerimónia do 41.º aniversário do Centro do Alcoitão – lamenta que o mesmo, que dá resposta aos problemas da deficiência, “beneficie apenas do resultado da exploração do Totobola e do Totoloto, cujas receitas têm vindo a decrescer”.
Entre 2005 e 2006, o Alcoitão viu as receitas do jogo descerem de 11,54 para 8,72 milhões de euros. Uma quebra de 2,82 milhões resultante do facto de o Totobola ter baixado as vendas em três por cento e o Totoloto em 24,6. Rui Cunha não entende por que é que o decreto-lei de Março não garantiu o acesso do Alcoitão às receitas provenientes do Euromilhões, que cresceram 27 por cento, entre 2005 e 2006.
O provedor assegura que o funcionamento do centro “não está em risco, por este viver de outras receitas”. Mas sublinha que “a quebra no orçamento é má, porque o centro é pioneiro em várias áreas”.
Diferente posição possui sobre a quebra das receitas da Santa Casa provenientes dos jogos. Estas baixaram de 263 para 186 milhões de euros, entre 2005 e 2006. “A nova lei prevê que a Santa Casa receba 28 por cento das receitas e outras entidades 72 por cento. É uma solução justa porque se os apostadores são de todo o País, os beneficiários das receitas também o devem ser”, disse. Rui Cunha espera uma integração no Serviço Nacional de Saúde dos cuidados médicos prestados pela Santa Casa.
Apesar da queda das receitas, a Santa Casa aplicou na acção social 117,9 milhões de euros, mais 6,5 por cento do que em 2005. No fecho das contas do ano passado, a instituição que presta apoio em Lisboa obteve um resultado positivo de 115 milhões de euros.
O Centro do Alcoitão, registe-se, realizou 492 mil tratamentos de medicina física e reabilitação em 2006.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)