Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Álcool junto com droga

Os três centros regionais de alcoologia – Porto, Centro e Lisboa – vão ser extintos e integrados no Instituto da Droga e Toxicodependência (IDT), segundo a nova Lei Orgânica do Ministério da Saúde.
28 de Novembro de 2006 às 00:00
A perda de competências e autonomia destes centros fez deflagrar a polémica, com o director do Centro de Alcoologia do Porto, Rui Moreira, a afirmar, na TSF, que a decisão é “um erro político”, só justificado por motivos financeiros. “Os problemas do álcool são, do ponto de vista técnico, de saúde mental”, defendeu.
De diferente opinião, o presidente do IDT, João Goulão, disse ao CM que “a principal dependência em Portugal e na Europa é o álcool”, referindo que “a nível europeu, o abuso de álcool é abordado pelas mesmas estruturas que tratam os problemas de consumos ilícitos [drogas]”.
João Goulão adianta que as estruturas dos Centros de Alcoologia “vão ser mantidas e aproveitadas” e que “a rede de assistência aos problemas de alcoolismo vai ser alargada com os CAT’s [Centros de Atendimento à Toxicodependência]”.
Questionado sobre os preconceitos que os alcoólicos possam sentir em frequentar o mesmo espaço do que os toxicodependentes, o médico admite “algumas resistências no início”, mas garante que “a nível de tratamento, a mudança é para melhor”, para concluir que “os receios são exagerados”. Confrontado pelo CM com esses possíveis preconceitos, o director-geral de Saúde, Francisco George, responde laconicamente: “Penso que não”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)