Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

18 anos de prisão para homem que matou sexagenário no Porto

Agressor filmou os últimos momentos de vida de Fernando Cruz.
Correio da Manhã 11 de Dezembro de 2019 às 15:35
Juan Costela atacou Fernando Cruz e filmou o crime
Tribunal São João Novo, no Porto
Juan Costela atacou Fernando Cruz e filmou o crime
Tribunal São João Novo, no Porto
Juan Costela atacou Fernando Cruz e filmou o crime
Tribunal São João Novo, no Porto
O Juízo Central Criminal do Porto aplicou hoje 18 anos de prisão a Juan Costela, de 22 anos, que espancou até à morte um homem de 66 anos, filmou-o em agonia e roubou-o.

A procuradora do Ministério Público tinha pedido uma pena nunca inferior a 18 anos para Juan Costela, o jovem de 21 anos que matou um homem, de 66, a murro, pontapé e joelhadas, em fevereiro.

"O crime foi brutal. Agiu de forma cruel e filmou a vítima nos seus momentos derradeiros, enquanto a insultava. Fazia comentários jocosos enquanto aquele estava num sofrimento atroz", disse.

São 55 segundos chocantes e de uma crueldade extrema. Nos dois vídeos captados por Juan Costela, colombiano de 21 anos, é possível ver Fernando Cruz, de 66, ensanguentado e em agonia, depois de ter sido violentamente espancado com murros, pontapés e joelhadas pelo jovem com quem mantinha relacionamentos ocasionais.

O espancamento, seguido de roubo de bens pessoais da vítima, foi consumado entre as 11h00 e as 14h00 de 11 de fevereiro de 2019, na residência do ofendido, situada num primeiro andar da Rua de Santos Pousada, no Porto e a vítima foi encontrada cadáver no dia seguinte, por uma vizinha.

Juan Costela Porto Tribunal de São Novo crime lei e justiça crime homicídio
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)