Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Funcionário de papelaria na Maia ameaçada com arma de fogo e agredida por dois ladrões

Em novembro do ano passado, aconteceu uma situação muito semelhante.
Aureliana Gomes 26 de Fevereiro de 2021 às 20:24
Funcionário de papelaria na Maia ameaçada com arma de fogo e agredida por dois ladrões
Funcionário de papelaria na Maia ameaçada com arma de fogo e agredida por dois ladrões FOTO: CMTV

A papelaria Amanhecer, na Avenida D. Manuel II, na Maia, foi, mais uma vez, alvo de uma tentativa de assalto. Tudo aconteceu cerca das 19h40, quando o funcionário estava a fechar o estabelecimento por uma porta traseira.

Dois homens encapuzados e armados, esperaram que o homem fechasse o estabelecimento (pela porta de trás – num lugar ermo) e abordaram-no. Munidos de uma arma, dispararam vários tiros para o ar e agrediram a vítima que teve de ser transportada para o hospital, com ferimentos na cabeça. 

Fugiram com a mochila do homem que tinha, além dos documentos, as chaves do estabelecimento. A PSP foi chamada ao local. O caso passou agora para a Polícia Judiciária que está no local a recolher indícios que os leve aos criminosos que se terão posto em fuga num Seat Ibiza.

Já não é a primeira vez que esta papelaria é assaltada. Em novembro do ano passado, aconteceu uma situação muito semelhante. Na altura, um homem armado e encapuzado, esperou que dois funcionários saíssem da papelaria, também pela porta traseira, e abordou-o. Na altura, os funcionários fugiram e o homem disparou pelo menos quatro tiros para o ar. Acabou por levar a carteira do funcionário com dinheiro.

O proprietário tem outra papelaria a cerca de três quilómetros que já foi assaltada duas vezes. Os crimes ficaram gravados e mostram dois homens a estroncar a porta e a roubar 10 mil euros em tabaco.

Avenida D. Manuel II Maia Amanhecer crime crime polícia assalto
Ver comentários