Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Funcionário do Sporting preso por ataque em Alcochete

Bruno Jacinto, funcionário que tinha o cargo de oficial de ligação aos adeptos, e mais concretamente às claques, foi detido esta terça-feira.
Henrique Machado 9 de Outubro de 2018 às 21:43
Bruno Jacinto
Invasão a Alcochete
O reforço policial foi aumentado após as agressões em Alcochete
Alcochete, telefones, atacantes
Bruno Jacinto
Invasão a Alcochete
O reforço policial foi aumentado após as agressões em Alcochete
Alcochete, telefones, atacantes
Bruno Jacinto
Invasão a Alcochete
O reforço policial foi aumentado após as agressões em Alcochete
Alcochete, telefones, atacantes
Bruno Jacinto, o funcionário do Sporting que tinha o cargo de oficial de ligação aos adeptos, e mais concretamente às claques, foi detido esta terça-feira na investigação do DIAP de Lisboa, com a GNR, à invasão ao centro de estágios de Alcochete com agressões a jogadores e equipa técnica do clube.

Terá tido conhecimento prévio do crime, da sua preparação e execução, sem nada fazer para o evitar – e ajudou à fuga dos agressores para que não fossem detidos. Responde, tal como os outros 37 presos, a maioria da Juventude Leonina, por crimes de terrorismo, sequestro, ofensa à integridade física qualificada, ameaça agravada e dano com violência.

Bruno Jacinto, que não estava em Alcochete na altura do crime, a 15 de maio, chegou logo depois. E evitou que o grupo onde estava Fernando Mendes fosse preso.

Permitiu que Nuno Torres saísse e levou-o no seu carro até ao BMW que aquele tinha estacionado a poucos quilómetros.

A seguir deu-lhe entrada na academia com o BMW para que retirasse os chefes da Juve Leo, entre os quais Fernando Mendes. Esta quarta-feira será presente ao juiz, no Tribunal do Barreiro.

Arrisca prisão preventiva.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)