Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Altos funcionários do Pingo Doce detidos por corrupção

Suspeitos "da prática delituosa" e foram denunciados pela própria empresa. Dez outras pessoas foram constituídas arguidas.
Tânia Laranjo 12 de Junho de 2019 às 12:47
Em setembro de 2012, o Pingo Doce deixou de aceitar pagamentos com cartões em compras com valor inferior a 20 euros
Em setembro de 2012, o Pingo Doce deixou de aceitar pagamentos com cartões em compras com valor inferior a 20 euros FOTO: Rafaela Cadilhe

Altos funcionários do Pingo Doce foram detidos esta quarta-feira pela PJ, pela prática dos crimes de Corrupção Passiva e Ativa no setor privado e Branqueamento de capitais.

Os detidos são três homens e uma mulher que, de acordo com um comunicado da PJ, são suspeitos "da prática delituosa" e "foram denunciados pela entidade privada que colaborou amplamente com a investigação".

Fonte policial adiantou à agência Lusa que alguns dos detidos são altos funcionários "já com alguma responsabilidade na empresa" e que atuavam "ao nível da rede" que integra o grupo económico.

Em comunicado, o Pingo Doce afirma ter suspendido de funções cinco colaboradores presumivelmente implicados no caso.

Na sequência destas buscas foram "apreendidas várias viaturas de gama alta, vários documentos, material informático, outro material relacionado com a prática da atividade criminosa e ainda cerca de 400 mil euros em numerário".

Além dos detidos, com idades compreendidas entre os 40 e 65 anos de idade, outras 10 pessoas foram constituídas arguidas. 

Os quatro detidos vão ser presentes às Autoridades Judiciárias competentes para interrogatório e aplicação de medidas de coação.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)