Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Tribunal mantém coima de 75 mil euros a Ricardo Salgado no processo do Banco de Portugal

Em causa está o processo da compra de ações da ESFG pelo Grupo Alves Ribeiro.
Débora Carvalho 16 de Julho de 2020 às 11:17
Ricardo Salgado
Ricardo Salgado FOTO: Manuel de Almeida/Lusa
O Tribunal da Concorrência manteve esta quinta-feira a coima de 75 mil euros aplicada a Ricardo Salgado pelo Banco de Portugal.

Na leitura da sentença do recurso apresentado pelo ex-presidente do Banco Espírito Santo (BES), a juíza Vanda Miguel disse não terem restado dúvidas de que foi Ricardo Salgado quem arquitetou a operação de financiamento do GAR para aquisição de ações da Espírito Santo Finantial Group (ESFG) no aumento de capital de 2012 e a sua não desconsideração do cômputo de fundos próprios desta entidade. 


A juíza do tribunal da concorrência de Santarém considerou que ficou provada a atuação dolosa do ex-presidente do BES, que atuou de forma intencional e consciente.

À saída, a defesa de Ricardo Salgado informou que vai recorrer da decisão para a Relação de Lisboa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)