Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Alerta de meningite

Um aluno da Escola EB 2,3 do Cávado, em Panoias, no concelho de Braga, está internado no hospital com suspeita de meningite. O estado de saúde da vítima, de 13 anos, é considerado grave. Depois de tomadas as “providências adequadas”, as actividades decorreram ontem com normalidade no estabelecimento escolar.
14 de Março de 2007 às 00:00
A identificação dos sintomas de meningite no fim-de-semana evitou o encerramento da escola
A identificação dos sintomas de meningite no fim-de-semana evitou o encerramento da escola FOTO: Sérgio Freitas
Ao que foi possível apurar, as primeiras queixas do aluno fizeram-se sentir no fim-de-semana. Depois de ter sido observado na manhã de domingo no Hospital de S. Marcos, em Braga, o rapaz foi transferido para o Hospital de S. João no Porto, “com sintomas de meningite”.
Segundo fonte hospitalar, o doente – cuja mãe é funcionária na cantina da Escola EB 2,3 do Cávado – mantém-se internado com “prognóstico reservado”, remetendo para mais tarde a eventual confirmação da infecção com o vírus da meningite. “Será necessário aguardar pela evolução dos próximos dias para avaliar melhor a situação clínica”, explicou.
Como medida preventiva, os familiares do aluno foram já alvo de “medidas profilácticas”, tal como os seus colegas da turma do 8.º ano. “Tratou-se de um procedimento normal, conforme é recomendado para este tipo de casos, por precaução e evitando criar situações de ansiedade nos alunos”, adiantou ao Correio da Manhã o delegado de saúde de Braga, João Cruz.
O responsável de saúde explicou que não foi necessário encerrar o estabelecimento escolar, já que o problema foi detectado no fim-de-semana, permitindo tomar alguns procedimentos – como a limpeza de espaços – sem afectar o normal decurso das actividades curriculares programadas.
Perante a manifestação de receio e preocupação por parte de pais e professores, o delegado de saúde afastou as probabilidades de contágio, sublinhando que não foi detectada qualquer infecção entre a população mais próxima – familiares, vizinhos ou colegas – do aluno infectado.
De resto, as aulas e as actividades extracurriculares decorreram normalmente durante os últimos dias, não estando também prevista qualquer alteração para os próximos dias, conforme reafirmou ontem o Conselho Executivo do Agrupamento de Escolas de Mosteiro e Cávado, sedeado em Panoias.
UM CASO ISOLADO
O delegado de saúde de Braga acredita que a situação do aluno do 8.º ano da EB 2,3 do Cávado é um caso isolado, uma vez que todas as pessoas que viviam próximo do estudante já foram avaliadas e vacinadas. Segundo João Cruz, o infectado é, muitas vezes, o próprio portador do vírus. Febre alta, náuseas e vómitos, delírio, convulsões, rigidez da nuca, ombros ou costas são sintomas de um potencial caso de meningite.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)