Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Alerta em remédio para acne

Os Estados Unidos decidiram apertar o cerco à prescrição de medicamentos para a acne que contêm isotretinoína, também à venda em Portugal, responsáveis por malformações ou até pela morte dos fetos quando administrados por mulheres grávidas. Para o evitar, a partir de Dezembro só podem ser receitados a mulheres em idade fértil depois de feito um teste de gravidez que garanta não estarem à espera de bebé.
14 de Agosto de 2005 às 00:00
Em Portugal, há vários medicamentos à venda com isotretinoína
Em Portugal, há vários medicamentos à venda com isotretinoína FOTO: Natália Ferraz
Esta é apenas uma das medidas de um pacote que inclui ainda a criação de um registo nacional com os dados dos médicos que receitam a substância, das doentes que a tomam e das farmácias que a vendem. Medidas que a Food and Drug Administration (FDA), entidade norte-americana que regula o sector da saúde, entende necessárias para evitar que o medicamento seja retirado do mercado. É, dizem os especialistas, a última oportunidade para esta classe de remédios, depois de anos de avisos para os efeitos secundários que não têm evitado o pior.
As estatísticas dão conta, desde 1982, de cerca de duas mil gravidezes em mulheres que tomavam este tipo de medicamentos nos Estados Unidos. A grande maioria das gestações não chegou a bom termo, mas a FDA contabiliza 160 bebés que nasceram com malformações no coração e cérebro, atraso mental, entre outros problemas.
MÉDICOS EM ALERTA
A isotretinoína é uma substância encontrada em vários medicamentos vendidos em Portugal e, de acordo com o dermatologista Jorge Cardoso, trata-se de uma substância eficaz. “Não deve ser receitada para todos os casos de acne, mas sim para os mais graves, que deixam muitas sequelas”, explica ao CM.
No entanto, refere o mesmo especialista, são bem conhecidos os seus efeitos secundários. “Os médicos conhecem-nos e sabem que não pode ser tomada durante a gravidez. Por isso, é obrigatório, no caso das mulheres em idade fértil, que a sua toma seja feita em conjunto com um ou dois métodos contraceptivos.”
CONTRA-INDICAÇÕES E RISCOS
São bem conhecidos os efeitos adversos da isotretinoína. Na informação disponibilizada aos doentes é referido que “é provável que cause danos muito graves ao bebé em desenvolvimento no útero”, assim como “maior risco de ocorrer aborto espontâneo“.
Acrescenta ainda que “não se pode tomar se a mulher estiver grávida ou se puder vir a engravidar durante o tratamento e durante o mês seguinte à sua conclusão”. A deformação no feto ocorre, em particular, no sistema nervoso central, no coração e grandes vasos sanguíneos. Para além disso, as indicações dão ainda conta da ocorrência de reacções adversas, que podem ir desde secura nos lábios, vermelhidão dos olhos, dores de cabeça frequentes, perturbações da visão, dores musculares, queda de cabelo ou contribuir para situações depressivas.
OUTRAS INFORMAÇÕES
EM PORTUGAL
Em Portugal, são várias as marcas que comercializam medicamentos para a acne com isotretinoína, alguns deles disponíveis no mercado nacional em forma de genéricos.
ACNE DO ADULTO
A acne juvenil é um problema de pele que afecta cerca de 90 por cento dos adolescentes entre os 12 e os 18 anos. Mas não é apenas uma doença da adolescência, podendo afectar indivíduos de todas as idades, em qualquer altura da vida. De acordo com as estatísticas, cerca de 20 por cento das mulheres sofre de acne tardia, mais do que os homens, e o problema pode persistir até aos 60 anos em cinco por cento das mulheres e três por cento dos homens.
CAUSAS DIVERSAS
Podem ser de vária ordem os motivos que levam ao aparecimento da acne na idade adulta. De acordo com os especialistas, este problema está relacionado sobretudo com factores genéticos ou hormonais, mas pode também surgir associada a medicamentos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)