Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Alfândega caça 937 mil cigarros

A Direcção-Geral das Alfândegas e dos Impostos Especiais sobre o Consumo (DGAIEC) apreendeu 937 660 cigarros de diversas marcas à chegada do ferry ‘Volcan de Tijarafe’ a Portimão, no passado domingo, anunciou ontem o Ministério das Finanças e da Administração Pública.
8 de Setembro de 2010 às 00:30
Tabaco de contrabando chegou a bordo do ‘Volcan de Tijarafe’, dissimulado no interior de uma autocaravana
Tabaco de contrabando chegou a bordo do ‘Volcan de Tijarafe’, dissimulado no interior de uma autocaravana FOTO: Miguel Duarte

A apreensão resultou de uma fiscalização de rotina realizada por inspectores da Delegação Aduaneira de Portimão, da área de jurisdição da Alfândega de Faro. O tabaco estava dissimulado em diversos compartimentos de uma autocaravana a bordo do ‘Volcan de Tijarafe’, que opera a rota Canárias-Madeira-Portimão. A autocaravana foi apreendida e o seu único passageiro, um cidadão colombiano, detido para interrogatório.

Os 937 660 cigarros têm um valor comercial aproximado de 164 mil euros e a sua introdução ilegal no mercado lesaria o Estado português em 129 540 euros, em impostos devidos. Trata-se da maior apreensão de tabaco feita pela Alfândega de Faro. O anterior recorde – 798 200 cigarros, também no ferry – fora estabelecido no dia 22 de Agosto.

As apreensões de tabaco à chegada do ‘Volcan de Tijarafe’ a Portimão começam a ser rotineiras e algumas envolvem cidadãos colombianos. As autoridades suspeitam de uma rede estabelecida a partir da zona franca das Canárias.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)