Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Algarve: Violência traduz falta de estratégia para o turismo

A ocorrência de crimes violentos e o aumento da insegurança no Algarve é uma consequência da falta de estratégia dos poderes públicos sobre a importância da actividade turística acusou esta terça-feira o presidente da maior associação hoteleira da região.

31 de Maio de 2011 às 12:32
Elidérico Viegas: "A segurança é o principal factor de decisão na escolha do destino de férias dos turistas à escala mundial"
Elidérico Viegas: 'A segurança é o principal factor de decisão na escolha do destino de férias dos turistas à escala mundial' FOTO: Gg

"Os últimos acontecimentos trágicos ocorridos em várias zonas turísticas do Algarve, nomeadamente em Albufeira, são a consequência natural da incapacidade dos poderes públicos em responder às necessidades de uma região, cuja base económica assenta na actividade turística", disse à Lusa Elidérico Viegas. 

Para o presidente da Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA), a solução para prevenir a insegurança que atinge "periodicamente" o Algarve passa pelo "policiamento de proximidade". 

"O policiamento de proximidade é a solução comprovadamente mais eficaz para a diminuição de uma criminalidade galopante e de contornos até agora desconhecidos entre nós, com fenómenos novos associados a criminalidade violenta e juvenil, organizada e estruturada em 'gangues'", acrescentou Viegas. 

O Algarve recebe por ano cerca de 5,5 milhões de pessoas, entre turistas nacionais e estrangeiros, e precisa de pelo menos "o dobro do efectivo", alerta o empresário algarvio, recordando que em 2009 foram registados vários assaltos violentos na região, nomeadamente em casas isoladas de turistas. 

O último episódio de um assalto violento no Algarve foi registado há 15 dias numa rua do concelho de Albufeira e as agressões levaram à morte de um turista britânico de 50 anos. 

A AHETA recorda que a segurança é "o principal factor de decisão na escolha do destino de férias dos turistas à escala mundial" e que independentemente do momento político que se vive, o Governo não pode continuar a afastar a segurança para o "rol do esquecimento".

Sector turístico em Algarve AHETA Elidérico Viegas Crimes violentos falta de estratégia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)