Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Alternativa para ferrovia litoral

Uma nova proposta para a ferrovia de mercadorias entre Sines e Grândola foi ontem discutida em Santiago do Cacém, numa iniciativa da comissão que se opõe ao projecto da Refer (Rede Ferroviária Nacional), que implica o abate de milhares de sobreiros.
29 de Outubro de 2009 às 00:30

Em cima da mesa esteve um trabalho do Instituto Superior Técnico que defende a passagem dos comboios por uma ligação Sines/Ermidas-Sado através de um túnel na serra de Grândola/Cercal por forma a minimizar os custos e o impacto ambiental.

A ferroviária nacional não põe de lado a hipótese de estudar alternativas, mas diz não ter indicações superiores para considerar outros projectos, designadamente o do Técnico

"Ainda não temos orientações, quer da administração quer da tutela, para estudarmos outra proposta", disse Pedro Cota, um dos técnicos da Refer envolvidos no projecto de impacte ambiental que está suspenso até Dezembro. O troço em estudo faz parte do traçado Sines-Elvas, dedicado ao transporte de mercadorias.

A comissão que integra as câmaras de Beja, Grândola e Santiago do Cacém, Quercus e a Associação Protectora do Montado defende o aproveitamento da linha de Ermidas, sob pena de este traçado "retalhar os concelhos de Grândola e de Santiago, passar pelo meio de aldeias e obrigar ao abate dos milhares de sobreiros".

A equipa do Técnico, liderada por Costa Lobo, apresentou ainda vantagens orçamentais na remodelação da obra, estimando o seu custo em cerca de 100 milhões de euros, menos 70 milhões do que a linha prevista actualmente. Esta sugestão já tinha sido feita, embora sem o suporte técnico ontem mostrado às partes interessadas. Segundo Costa Lobo, a inclusão de um túnel em plena serra de Grândola "tem menor impacte ambiental e regional". Vítor Proença, autarca de Santiago do Cacém, manifestou a sua oposição ao traçado da Refer e vai pedir uma reunião ao Governo.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)