Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Aluno atacado à facada

Um aluno da Escola Secundária Emídio Navarro, em Viseu, foi ontem de manhã atacado pelo marido de uma professora, que o agrediu a pontapé e o esfaqueou nas costas. O agressor, de imediato detido pela PSP, acusa o jovem de lhe ter riscado o carro, mas a vítima nega e diz que está a ser confundido com um colega de turma, que "está sempre a mandar bocas à professora".
17 de Janeiro de 2009 às 00:30
Fábio Melo foi atingido na zona dos pulmões e está internado no Hospital de São Teotónio, em Viseu
Fábio Melo foi atingido na zona dos pulmões e está internado no Hospital de São Teotónio, em Viseu FOTO: Nuno André Ferreira

"Eu estava no pátio da escola e ele chamou-me para ir lá fora ao carro ver uma coisa", contou o agredido, Fábio Melo, de 19 anos, adiantando desconhecer que se tratava do marido da professora de Inglês. Já fora da escola, o agressor perguntou-lhe se era ele o ‘Cigano’ e se tinha riscado o seu carro. "Disse que não, virei costas para voltar para a escola e foi quando me atacou com a navalha", explicou Fábio Melo, defendendo que o agressor o confundiu com outro aluno da turma "que nas aulas está sempre a gozar com a professora de Inglês".

Fábio Melo sofreu um golpe nas costas, junto à omoplata, que lhe perfurou a pleura (zona que protege os pulmões), estando internado, por prevenção, no Hospital de S. Teotónio. O golpe foi feito com uma navalha do tipo borboleta, cujo uso e porte é proibido por lei, apreendida pela PSP.

O agressor, de 42 anos, fotógrafo com uma loja na cidade, foi de imediato detido para ser interrogado no Tribunal de Viseu e ao princípio da noite ainda estava a ser ouvido pelo procurador do Ministério Público.

AUTORIDADES CONFIRMAM DANOS NO CARRO

O carro do autor confesso da agressão foi levado ainda durante a manhã para as instalações da PSP de Viseu, onde foi alvo de uma rigorosa peritagem pelos elementos das Brigadas de Investigação Criminal, com o objectivo de verificar a existência de danos. Segundo um responsável da PSP, o carro "tem alguns riscos, em especial junto às portas, mas para já não é possível concluir quem foram os autores". Ao ser detido pela PSP – por um agente que estava de serviço nas imediações do estabelecimento de ensino –, o indivíduo não ofereceu qualquer resistência. "Quando foi abordado pelo agente já tinha a navalha escondida numa meia, mas confessou logo a agressão ao estudante, justificando que ele lhe tinha riscado o carro", adiantou o responsável da PSP.

ENTROU PARA FAZER NEGÓCIO

O agressor "é um indivíduo externo à escola e pediu para entrar com o pretexto de entregar uma proposta para fazer a reportagem fotográfica do Baile de Finalistas", disse o presidente do Conselho Executivo da Escola Secundária Emídio Navarro, António Cabral, frisando que a agressão ocorreu "no exterior" do estabelecimento.

Bruno Martins, presidente da Associação de Estudantes, confirmou ter estado reunido com o agressor, por causa do Baile de Finalistas, já marcado para 2 de Maio. "Ele costuma fazer a reportagem fotográfica e veio cá falar connosco sobre isso", concluiu o estudante.

APONTAMENTOS

NAVALHA NAS MEIAS

O agressor escondeu a navalha de tipo borboleta junto aos sapatos, dentro de uma das meias. A PSP apreendeu-a quando ainda estava manchada de sangue.

CURSO PROFISSIONAL

Fábio Melo frequenta um curso profissional, ministrado na Escola Secundária Emídio Navarro, que lhe dará a equivalência ao 9.º ano de escolaridade. Obteve bons resultados no primeiroperíodo lectivo.

JOVEM CALMO

O jovem é descrito pela mãe, Maria do Céu Melo, como uma pessoa "muito calma". "Por isso é que não reagiu quando levou um pontapé", defende.

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)