Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

ALUNO QUE LANÇOU GÁS VOLTA À ESCOLA

O aluno da EB 2, 3 de Santa Maria da Feira que anteontem lançou gás para dentro da sala de aula regressou ontem à escola. O jovem fica agora sujeito a um processo disciplinar, cuja pena a ser aplicada deverá ser conhecida na próxima semana.
29 de Janeiro de 2003 às 00:59
De acordo com Paulo Rodrigues, vice-presidente do conselho executivo, “o aluno está a receber apoio psicológico e os colegas de turma estão a ajudá-lo, da melhor forma, a ultrapassar esta situação”, afirma.

Para já, o responsável preferiu não avançar com a medida que irá ser aplicada ao aluno, já que “é preciso analisar a situação e ver o que está contra e a favor do jovem. É um caso muito delicado e é preciso ajudá-lo”, adianta,

Na opinião da psicóloga Fernanda Moedas, que irá acompanhar o estudante, de 16 anos, “esta fase é muito importante para perceber as motivações que o levaram a cometer este erro e consciencializá-lo da verdadeira gravidade da situação”.

O aluno irá ser acompanhado até ao final do ano lectivo e, segundo Fernanda Moedas, “se houver necessidade será encaminhado a um psicólogo clínico ou a um psiquiatra”.

“Tudo dependerá da maneira como reagir ao acompanhamento”, acrescentou.
Nesta fase, o apoio dos pais é, também, fundamental, pois são quem está mais próximo do jovem.

“A família mostrou-se corajosa e esteve sempre do lado do filho, nunca o abandonaram. São eles que o devem incentivar a empenhar-se e a não desistir só porque errou”, diz Fernanda Moedas.
Ver comentários