Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

ALUNOS DO SUPERIOR VÃO PROTESTAR NA PRAIA

A direcção da Associação dos Estudantes do Instituto Superior Técnico (AEIST), a Federação Académica do Porto (FAP) e a Associação Académica da Universidade do Algarve (AAUALG) iniciaram ontem uma campanha nacional de contestação à política do Governo para o Ensino Superior Público, denominada "Verão Quente da Educação".
11 de Agosto de 2003 às 00:00
Alunos voltam à contestação
Alunos voltam à contestação FOTO: Arquivo CM
A campanha teve início de manhã na praia da Zambujeira do Mar e seguiu para a praia de Vila Nova de Mil Fontes.
A iniciativa pretende "demonstrar ao Governo o desagrado e a indignação dos estudantes pelas medidas adoptadas pelo Ministério da Ciência e do Ensino Superior, nomeadamente a aprovação da lei do Finanaciamento . Esta lei pretende colocar o valor da propina no seu limite máximo ( 770 euros)", segundo um comunicado dos organizadores.
"O Sr. ministro Pedro Lynce diz que uma propina máxima será a passagem de um Ensino de qualidade para um Ensino Superior de excelência. Os estudantes têm muitas duvidas", lê-se ainda no documento.
O "Verão Quente da Educação" vai decorrer em várias praias, de Norte a Sul do País. Os alunos fazem-se acompanhar de uma carrinha com material de campanha, que será distribuído aos banhistas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)