Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

ALUNOS DOS ISCTE MANTÊM PROTESTOS

Os alunos do Instituto Superior das Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE) aprovaram, esta quarta-feira, em reunião geral, a realização de novas acções de protesto contra a aprovação da propina no valor de 600 euros.
8 de Outubro de 2003 às 17:39
Para esta tarde está prevista a realização de a invasão ‘pacífica e silenciosa’ do senado, onde decorre a aprovação do valor da propina.
Na reunião geral de alunos realizada esta manhã ficou ainda decidido o cumprimento de uma semana de luto académico pelo ‘enterro do ensino superior’. Os alunos pretendem ainda levar a cabo outras acções de sensibilização sobre a situação dos estudantes como forma de pressão sobre o Governo.
A polémica instalada no Ensino Superior surge no âmbito da aprovação da nova lei que prevê a adopção de uma propina mínima de 452 euros quando as universidades não estabelecem o valor da sua propina. Os estudantes do ISCTE estão contra este valor e exigem a revogação da nova lei e e o fim da propina mínima.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)