Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Alvejado por resistir a ladrão

A bomba de António Lima já tinha sido assaltada de madrugada no posto de combustível de que é proprietário, em Pinheiro de Loures, mas só lhe conseguiram levar cem euros. Muito pouco para os quatro ladrões, que usaram um luxuoso Porsche para a fuga. Actuaram de pistolas em punho, pelas 06h30 de segunda-feira. Atacaram o funcionário da bomba de gasolina, que não resistiu aos assaltantes, mas o pior estava ainda para vir.
20 de Agosto de 2009 às 00:30
Vítima de 70 anos conta ao CM momentos de pânico vividos durante assalto armado
Vítima de 70 anos conta ao CM momentos de pânico vividos durante assalto armado FOTO: Manuel Moreira

Refeito do susto, cinco horas depois, António Lima, de 70 anos, decidiu levar o produto do fim-de-semana de trabalho ao banco, mas ao reduzir a velocidade numa rotunda foi atacado. "Desta vez eram só dois. Vinham numa mota e queriam levar a mala cheia de dinheiro", relata ao CM. Agarrado à mala, António Lima implorou para que não lhe levassem o dinheiro, mas a dupla foi implacável. Deram-lhe um tiro na mão para largar a mala. "Deitaram-me por terra e levaram-me milhares de euros", lamenta.

A vítima ainda se lançou a um dos ladrões, mas só conseguiu tirar-lhe um sapato. Nunca mais os viu.

Para além destes dois roubos, entre segunda e terça-feira aconteceram mais dois assaltos armados em Lisboa: uma farmácia na Pontinha, de onde foi levada a caixa registadora e ao Burguer King dos Olivais, que rendeu 1500 euros. Uma funcionária foi agredida à coronhada.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)