Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Amaral diz que pista de Maddie é aldrabice

Antigo coordenador da PJ nega ter dado uma entrevista a canal australiano.
Rui Pando Gomes 26 de Abril de 2017 às 02:39
Buscas realizadas pela polícia inglesa na Praia da Luz
Maddie
Maddie McCann
Kate e Gerry McCann
Kate e Gerry McCann
Buscas realizadas pela polícia inglesa na Praia da Luz
Maddie
Maddie McCann
Kate e Gerry McCann
Kate e Gerry McCann
Buscas realizadas pela polícia inglesa na Praia da Luz
Maddie
Maddie McCann
Kate e Gerry McCann
Kate e Gerry McCann
Uma aldrabice. É assim que o ex-inspetor da Polícia Judiciária (PJ) Gonçalo Amaral classifica o documentário do canal 7 da Austrália sobre o desaparecimento de Madeleine McCann, que revelou uma pista sobre um funcionário do Ocean Club, em Lagos, onde a criança desapareceu há quase 10 anos.

A produção do programa ‘Sunday Night’ usou imagens do antigo coordenador da PJ a passear na praia. Amaral assegurou ao CM que "é mentira" que tenha dado qualquer entrevista para esse programa.

"Não sei como o fizeram, já passeei em muitas praias, mas nunca com aquela jornalista [Rahni Sadler]. É uma aldrabice, o que só demonstra a falta de credibilidade da dita pista", referiu o antigo investigador da PJ, que acusa os pais da criança inglesa de terem "uma máquina de comunicação poderosa e bem oleada, que ao longo dos anos tem contribuído para a defesa da sua principal preocupação: a sua imagem".

Amaral diz ainda ter ficado "chocado" com a resposta do pai de Maddie à pergunta sobre se mataram a filha, transmitida no documentário. "É estranho que um pai tenha que dizer o que disse. Um simples "não" é mais espontâneo e sincero que um "não, nada" enfático (palavras do pai)", sublinha.
Maddie pj desaparecimento Gonçalo Amaral Madeleine McCann Sunday Night
Ver comentários