Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Ambiente aprova incineradora

O Ministério do Ambiente emitiu uma declaração de impacte ambiental (DIA) favorável à requalificação da incineradora do Hospital Júlio de Matos, inactiva há um mês devido a uma explosão, conforme o CM noticiou, mas os ambientalistas querem travar a decisão nos tribunais.
27 de Julho de 2006 às 00:00
A DIA do secretário de Estado do Ambiente, Humberto Rosa, foi dada quase três anos após estar concluída a requalificação da única unidade de queima de lixo perigoso hospitalar em Portugal, localizada no centro de Lisboa.
Os ambientalistas da Quercus estudam, do ponto de vista jurídico, o parecer tendo em vista recorrer aos tribunais. “Estamos desiludidos com o secretário de Estado, que admite uma localização no centro de Lisboa”, disse Francisco Ferreira, da Quercus. Há cerca de um mês registou-se uma explosão na incineradora – as causas ainda estão por apurar –, obrigando à suspensão do de tratamento dos resíduos.
O processo está agora nas mãos da Direcção-Geral de Saúde, à qual compete dar o licenciamento à incineradora do Júlio de Matos. “Temos de esperar que a incineradora volte a funcionar, o que não deverá ocorrer antes de Outubro, para verificarmos se estão cumpridas as condições exigidas na DIA”, disse António Tavares, da divisão de saúde ambiental da DGS.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)