Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Ameaça a pinheiros no Buçaco

O nemátodo está a ameaçar os pinheiros numa zona do Perímetro Florestal do Buçaco, numa área equivalente a 974 campos de futebol. A denúncia parte da associação ambientalista Quercus, que acusa o Governo de nada fazer para combater a propagação desta doença fatal para os pinheiros. O Ministério da Agricultura está consciente da necessidade de intervenção na área, garantindo que o abate das árvores doentes e a qualificação da zona será realizado só após o mês de Outubro.
5 de Agosto de 2009 às 00:30
Mata Nacional do Buçaco está em risco, avisam os ambientalistas
Mata Nacional do Buçaco está em risco, avisam os ambientalistas FOTO: Arquivo CM

"Um dos sítios mais críticos do ataque do nemátodo da madeira do pinheiro ocorre no Perímetro Florestal do Buçaco, uma área com cerca de 974 hectares, próximo de Espinheira, Penacova, onde há locais com mais de 50 por cento de árvores com murchidão/mortas", explica a Quercus.

"São árvores secas há mais de seis meses. É madeira que está a perder valor comercial e isso é negligência do próprio Estado", acrescentou Domingos Patacho, da organização ambientalista, sublinhando a urgência de uma intervenção: "Há risco para a Mata Nacional do Buçaco".

Contactada pelo CM, fonte do Ministério da Agricultura garante estar "planeada uma intervenção no Perímetro Florestal do Buçaco, que será realizada em tempo oportuno". "Por lei, toda e qualquer intervenção está proibida entre Abril e Outubro, devido ao insecto vector que transporta a doença", acrescentou o porta-voz do gabinete do ministro Jaime Silva, explicando que após o abate será levada a cabo a qualificação de toda a zona intervencionada. "Terminada a acção, serão estudadas medidas para qualificar a área".

Face aos números de infecção apresentados pela Quercus, na ordem dos 30 a 50 por cento, o Ministério da Agricultura contesta e fala em valores muito inferiores. "Os nossos valores andam entre os três e os quatro por cento, com confirmação laboratorial. A Quercus deve ter chegado a esses números ao observar os primeiros sinais de decadência da árvore e muitas vezes nem é nemátodo".

PORMENORES

NEMÁTODO

O nemátodo da madeira do pinheiro é um verme microscópico, do grupo das lombrigas, que ataca pinheiros e outras árvores resinosas.

INSECTO VECTOR

O longicórnio do pinheiro é o insecto vector desta doença. A sua função é a de transportador da larva. A dispersão do nemátodo está limitada ao período de voo do insecto, de Abril a Outubro.

SINTOMAS

O amarelecimento e murchidão das agulhas, diminuição da resina e a manutenção das agulhas mortas por período prolongado são os principais sintomas da doença, provocando a morte da árvore.

COMBATE À DOENÇA

Segundo a Autoridade Florestal Nacional deve detectar-se e remover os pinheiros mortos ou com sintomas de declínio, preferencialmente no período de Novembro a Março de cada ano, e eliminar todos os sobrantes de exploração florestal.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)