Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Ameaça de caçadeira em roubo a cervejaria

Dono, de 75 anos, teve arma apontada quando saiu à varanda.
Fátima Vilaça 29 de Setembro de 2016 às 17:02
Dono, de 75 anos, teve arma apontada quando saiu à varanda.
Assim que o meu pai abriu a porta, ouviu gritos a dizer para voltar a entrar. Só percebeu que estávamos a ser assaltados quando viu a caçadeira apontada na sua direção e um encapuzado aos gritos." O relato foi feito por Jorge Ferreira, filho do proprietário da Cervejaria Cambas, em Landim, Vila Nova de Famalicão, assaltada durante a madrugada por um grupo de encapuzados armados com uma caçadeira.

Os comerciantes estão preocupados com a vaga de furtos a cafés e restaurantes na zona, que tem deixado um rasto de destruição. A GNR está a investigar.

"Os meus pais estão muito assustados. Temos esta casa há quase 30 anos e nunca nos tinha acontecido nada desta violência", acrescenta o atual gerente, que chegou à cervejaria cerca das 04h25 de ontem, dez minutos após o assalto. Os ladrões terão parado o carro numa rua próxima do restaurante, já que ninguém ouviu ruído de carros a arrancar. Partiram a porta de vidro e, com um pé de cabra, abriram a máquina de tabaco. Fugiram depois com o cofre da mesma máquina, que estaria cheio, já que ontem era o dia de carregar o equipamento.

Jorge Ferreira acredita que o prejuízo só não foi maior porque o pai apareceu. "Eles perceberam que o meu pai ia chamar as autoridades e trataram de fugir com aquilo que já tinham nas mãos", atirou. O seguro não cobre os prejuízos do furto.

Há cerca de duas semanas, na mesma freguesia, os ladrões dispararam durante um assalto a um café.
Jorge Ferreira Cervejaria Cambas Landim Vila Nova de Famalicão GNR polícia roubo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)