Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Amigos acusados de burlas no OLX

Vendiam bens que não tinham e compravam sem pagar.
João Tavares 7 de Novembro de 2016 às 08:34
Burla pela internet
Burla pela internet FOTO: Getty Images
Dois amigos, de 20 e 22 anos, foram acusados de burla a várias pessoas na compra e venda de artigos através do site OLX. Fingiam vender produtos que não existiam, e compravam outros artigos apresentando como garantia comprovativos falsos de transferências bancárias. Mesmo depois de um dos arguidos ter sido detido, na zona de Tomar, terá continuado a atividade criminosa, desta vez no Algarve, para onde se mudou.

Os crimes decorriam, pelo menos, desde 2011. Os arguidos terão lucrado milhares de euros através daquele site de compra e venda. No esquema, os amigos violavam ainda caixas de correio de casas que sabiam estar devolutas. Era aí que recebiam as notificações dos Correios para irem buscar os bens que adquiriam. E mostravam aos vendedores talões bancários falsificados, com que atestavam já ter feito as transferências de pagamento.

Mas, acima de tudo, estes jovens usavam a plataforma na internet para venderem produtos que nunca tiveram. Arranjavam fotografias dos bens, publicavam-nas e metiam a informação e o preço do produto. Os compradores pagavam os bens através de transferências, mas nunca recebiam os bens. A maioria dos artigos eram informáticos, consolas de jogos, equipamento fotográfico e monitores.

Contactada pelo Correio da Manhã, Maria Gouveia, defensora de um dos arguidos, não se quis alongar em comentários, apelando apenas às pessoas para que não percam a confiança no comércio eletrónico.
amigos burla olx bens venda pagamento
Ver comentários