Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Amordaçam e burlam octagenário

Um idoso foi agredido e amordaçado em sua casa para lhe roubarem 500 euros. Manuel Nunes da Silva, 83 anos, ficou estupefacto com o assalto de que foi alvo. "Nunca tal me aconteceu", desabafou. Esta foi a mais recente vítima dos falsos funcionários da Segurança Social (SS), que, ontem de manhã, atacaram na rua do Loureiro, em São João de Loure, Albergaria-a-Velha.
27 de Agosto de 2009 às 00:30
Manuel da Silva afirmou que a partir de agora vai ter mais cuidado
Manuel da Silva afirmou que a partir de agora vai ter mais cuidado FOTO: Nuno Neves

O estratagema dos burlões já foi repetido vezes sem fim. Os dois indivíduos bem vestidos abordaram Manuel da Silva, apresentando-se como sendo da SS. Afirmam que as notas de 50 euros vão sair de circulação e oferecem-se para as trocar.

"Ele entrou em minha casa porque tenho sempre a porta aberta. Como sabia o meu nome e me pareceu sério deixei-me levar", relatou.

Uma vez no interior da residência, o burlão empurrou a vítima para cima da cama, perguntando onde estava o resto do dinheiro. Foi aí que Manuel da Silva começou a gritar. "Nessa altura, um segundo homem entrou na minha casa e tapou-me a boca com uma toalha", conta. No total, os ladrões levaram 500 euros e mais umas moedas antigas. Só não levaram mais, porque não revistaram os bolsos de Manuel. "Consegui salvar 10 euros, que já deram para pagar a luz", diz. Após o furto, os dois assaltantes fugiram num carro cinzento.

A vítima está ainda em choque com a violência do roubo e disse ao CM que vai ter mais cuidado. "Porta aberta nunca mais", adiantou.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)