Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

André 'Pirata' e cúmplice ficam em prisão preventiva

GNR de folga ajudou a caçar ‘Pirata’ escondido em capela mortuária.
17 de Outubro de 2020 às 11:09
Detenção André 'Pirata'
Detenção André 'Pirata' FOTO: Direitos Reservados
André Filipe Pires de Carvalho e Oliveira, de 29 anos, e Fernando Jesus Gonçalves, de 23, ficaram em prisão preventiva após terem sido presentes ao Tribunal de Vieira do Minho, durante este sábado. Em causa estavam diversos crimes como roubos, posse de armas proibidas e condução perigosa.

André estava fugido às autoridades desde a madrugada de 24 de setembro, quando abandonou a namorada, Inês Carvalho, de 23 anos, após esta ter sido baleada pela PSP. 'Pirata', como é conhecido, deixou a companheira à porta do hospital de São João da Madeira, na sequência de uma perseguição. A jovem acabou por morrer.

Esta sexta-feira de manhã, escondido atrás de uma capela mortuária, André foi traído pouco antes, ao atravessar a estrada. Cruzou-se com um militar da GNR de folga, que decidiu pegar na sua moto particular e ajudar na caça ao homem montada em Adaúfe, Braga.

O 'pirata' foi apanhado por quatro militares menos de três horas depois de ter escapado a uma patrulha e após se despistar na viatura furtada que conduzia. O comparsa - Fernando Jesus Gonçalves, de 23 anos - foi detido no local do acidente.

Recorde-se que André esteve preso até ao início deste ano, altura em que foi libertado devido às medidas de contenção da pandemia de Covid-19.




Oliveira Tribunal de Vieira do Minho Fernando Jesus Gonçalves crime lei e justiça tribunal
Ver comentários