Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Animador de casamentos que raptou e atacou prima da noiva no Porto condenado a seis anos de prisão

Arguido tem ainda de pagar 20 mil euros de indemnização à vítima.
Nelson Rodrigues 14 de Outubro de 2021 às 08:42
Tribunal de São João Novo, no Porto.
Tribunal de São João Novo, no Porto. FOTO: Peter Spark/Movephoto
O Tribunal de S. João Novo, no Porto, condenou a 6 anos de cadeia o homem que, em outubro de 2018, raptou e atacou sexualmente uma esteticista, que tinha conhecido num casamento em que o arguido era o animador musical. Tem ainda de pagar 20 mil euros de indemnização à vítima, prima da noiva.

A mulher foi forçada a entrar num carro e a circular por estradas ermas durante 13 km. Depois, quando pararam, foi agredida com uma chapada e o agressor tentou manter com ela relações sexuais forçadas na mala e no capô do carro.

Foi condenado por rapto e coação sexual. Está em liberdade.

Porto Tribunal de S. João Novo crime lei e justiça crime rapto
Ver comentários