Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

António Mexia e Manso Neto fora da administração da EDP

Informação foi comunicada pelos gestores numa carta enviada esta segunda-feira à EDP.
Correio da Manhã 30 de Novembro de 2020 às 18:57
manso neto, antonio mexia
manso neto, antonio mexia
António Mexia e Manso Neto, suspensos de funções por ordem judicial desde Julho, mostraram "indisponibilidade para integrar qualquer lista candidata aos órgãos sociais da EDP para o próximo mandato (2021-2023)". A informação foi comunicada pelos gestores numa carta enviada esta segunda-feira à EDP, de acordo com um comunicado emitido ao regulador dos mercados.

Numa carta recebida esta segunda-feira pela EDP, os gestores que foram constituídos arguidos no Caso EDP mostraram "indisponibilidade para integrar qualquer lista candidata aos órgãos sociais da EDP para o próximo mandato (2021-2023).

No mesmo dia que Mexia e Manso Neto comunicaram que não estariam disponíveis para novo mandato, a EDP "recepcionou uma comunicação de todos os acionistas representados no Conselho Geral e de Supervisão indicando que, face aos recentes desenvolvimentos relacionados com o presidente executivo suspenso de funções, entendem que se deverá proceder à eleição do o Conselho de Administração Executivo ( CAE)  para o mandato 2021-2023, em sede de assembleia geral, de forma a manter a estabilidade da sociedade e dos seus negócios, transmitindo uma forte mensagem ao mercado no sentido de que a estratégia e o crescimento focado da EDP se mantêm inalterados", acrescenta a EDP no mesmo comunicado emitido à CMVM.

Nesse sentido, os acionistas  "já solicitaram ao presidente executivo interino da sociedade, Miguel Stilwell de Andrade, que lhes submetesse uma proposta relativa à composição do CAE para o próximo mandato".  Um pedido que abre a porta à continuação de Miguel Stilwell de Andrade aos comandos da EDP.

A EDP adianta ainda que os acionistas  esperam  "dispor de condições para solicitar ao Presidente da Mesa da Assembleia Geral da EDP que convoque uma Assembleia Geral Extraordinária a realizar em Janeiro de 2021", para eleição dos membros do "board" para o próximo triénio.

Ver comentários