Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Apanha 16 anos por matar amigo

António Santos matou amigo de infância com tiro na cabeça quando viam futebol num café
14 de Novembro de 2013 às 14:00
António dos Santos matou João Agostinho com um tiro de caçadeira que atingiu a vítima na cabeça
António dos Santos matou João Agostinho com um tiro de caçadeira que atingiu a vítima na cabeça FOTO: David Santos
O senhor antecipou o fim da vida da vítima e agora vai ter de pagar por isso." Foram estas as palavras do juiz Rui Alexandre, presidente do coletivo do Tribunal de Torres Vedras, que ontem condenou António dos Santos a 16 anos de prisão.

O arguido, de 59 anos, a mesma idade da vítima, estava acusado pelo homicídio com um tiro de caçadeira, em março, de um amigo de infância - João Agostinho - no café, quando assistiam a um jogo de futebol na televisão.

Tudo porque a vítima, que foi atingida na cabeça, lhe deu um empurrão numa das pernas depois de António ter sido operado. "Isto é um ato incompreensível e preocupante. Faz-me pensar que estamos a viver um tempo em que as pessoas já não têm paciência umas para as outras", disse o juiz.

No final da sessão, Lúcio Lourenço, um dos filhos da vítima, considerou a pena "demasiado suave". "Acho lamentável que quem tira a vida a uma pessoa só apanhe 16 anos."

Por outro lado, a enteada do homicida disse, entre lágrimas, que o padrasto "não era mau". "Não sei o que se passou naquele dia. Ele sempre foi uma pessoa reservada e pacata", referiu Conceição Faustino. António dos Santos foi ainda condenado a pagar uma indemnização de 145 mil euros à família da vítima.
homicídio condenado amigo 16 anos pena prisão tiro cabeça
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)