Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Apanha 18 meses por atacar amante

30 de Maio de 2010 às 00:30
Bruno foi esfaqueado no peito pela amante. Meses depois, Beatriz atirou a esposa daquele ao rio
Bruno foi esfaqueado no peito pela amante. Meses depois, Beatriz atirou a esposa daquele ao rio FOTO: Nuno Fernandes Veiga

Beatriz Vidal, a mulher que há três meses atirou ao rio Cávado, em Barcelos, Fátima Pinto, esposa do homem com quem mantinha uma relação extraconjugal, foi condenada esta semana, pelo Tribunal de Braga, a um ano e meio de prisão por ter agredido o mesmo amante, Bruno Leandro, com um x-acto.

Beatriz e Bruno, que eram vizinhos num prédio em Braga, mantinham há vários meses uma relação amorosa muito conturbada, com vários episódios de violência. No dia 27 de Julho do ano passado, o casal saiu para jantar em casa de uma amiga comum, em Braga, onde se deu mais uma cena de agressões entre os dois.

Beatriz saiu mais cedo e, assim que chegou a casa, agarrou num x--acto, que guardou no bolso das calças. Às 23h45 desse mesmo dia, a mulher saiu para levar o lixo e foi agarrada por Bruno. Em resposta, pegou no x-acto e feriu-o no peito. O homem ainda conseguiu agarrá--la pelos cabelos, mas acabou por ser atingido mais duas vezes, com o mesmo objecto. A sangrar e quase sem forças, Bruno foi a pé até aos Bombeiros Sapadores, onde pediu socorro. Foi assistido no Hospital de Braga.

A arguida, que está em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Santa Cruz do Bispo por ter atirado ao rio, em parceria com um casal amigo, a mulher do amante, confessou ter agredido Bruno naquele dia e, diante do juiz, mostrou-se arrependida dos seus actos. Beatriz, que aguarda julgamento pela morte de Fátima, vai ter de cumprir um ano e seis meses de prisão efectiva.

Ver comentários