Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Apanhado após onda de assaltos a casas

Entre 23 de dezembro e 5 de janeiro é suspeito de atacar "pelo menos sete residências".
João Mira Godinho 10 de Janeiro de 2017 às 08:37
Suspeito foi preso pela GNR
Suspeito foi preso pela GNR FOTO: Nuno Alfarrobinha
É suspeito de, "num curto período de tempo, entre 23 de dezembro e 5 de janeiro, ter assaltado, pelo menos, sete residências em Vila Real de Santo António", diz o Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Faro. O homem, de 51 anos, ficou sujeito a prisão preventiva, depois de ser detido pela GNR, precisamente a 5 de janeiro.

Tratou-se de uma verdadeira onda de assaltos, ao longo de 14 dias, período em que o homem "em algumas ocasiões terá entrado por portas que estavam fechadas, mas não trancadas, noutras terá escalado muros ou entrado por janelas" para se introduzir nas sete casas, refere o DIAP. Das habitações "retirava dinheiro e valores que encontrava", acrescenta.

Conforme o CM noticiou, o suspeito foi apanhado, no dia 5, por militares do Porto Territorial de Vila Real de Santo António "no âmbito de uma ação de patrulhamento", explicou, na altura, o comando de Faro da GNR.

Já referenciado por furtos, tinha com ele três medalhas de ouro, um fio de metal branco, um porta-moedas e vários guarda-joias, além de uma pequena quantidade de haxixe. "No decorrer da ação apurou-se que as peças tinham sido furtadas do interior de duas residências", avançou ainda o comando da GNR e "as peças furtadas foram reconhecidas e devolvidas aos proprietários".

O DIAP acusa agora o homem de um total de sete furtos e ainda de um crime de resistência e coação a funcionário.
Vila Real de Santo António Ministério Público de Faro GNR assalto casas
Ver comentários