Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Aparelhos para multas falham

O secretário de Estado da Administração Interna, José Magalhães, admitiu ontem que os aparelhos instalados nos carros da polícia falham várias vezes, impedindo as autoridades de cobrar as multas de imediato.
6 de Março de 2007 às 00:00
Há locais do País onde as autoridades não conseguem cobrar multas
Há locais do País onde as autoridades não conseguem cobrar multas FOTO: Sérgio Lemos
O Sistema de Consulta e Pagamento Automático de Contra-Ordenações (POS) é usado pelas forças de segurança desde 2003 para operações stop, por exemplo. Na Brigada de Trânsito da GNR há cerca de 160 aparelhos.
Segundo a Automóvel Club de Portugal (ACP), vários condutores se queixam de falhas nos terminais multibanco instalados nas viaturas policiais. Dizem que, muitas vezes, são obrigados a procurar, a pé, o multibanco mais próximo para pagarem a coima na hora e não ficarem sem os documentos.
Ontem, em declarações à Rádio TSF, o secretário de Estado da Administração Interna admitiu falhas. “Os cidadãos não podem andar sozinhos a caminhar para a estação de serviço mais próxima para levantarem dinheiro e depois entregarem à polícia”, disse José Magalhães que considerou o cenário “inaceitável”.
Para tal, afirmou que estes terminais vão ser substituídos por um equipamento mais sofisticado. “Tomámos a decisão de desactivar esses terminais, pretensiosos e ineficazes, e de os substituir por computadores modernos, do Programa Polícia em Movimento, com pessoal treinado”, anunciou.
O major Lourenço da Silva, porta-voz da Brigada de Trânsito, adiantou que há várias zonas do País em que os terminais multibanco falham. “É como um telemóvel sem rede”, disse. Muitas vezes a operação é repetida, mas uma falha de comunicação impede de perceber se a operação foi concluída com sucesso.
O tenente-coronel Costa Cabral, porta-voz da GNR, disse ontem ao CM que o Comando-Geral ainda não recebeu informações para retirar os aparelhos das viaturas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)