Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Apoio para 41 pessoas e 29 linces no Algarve

Moradores afetados pelo fogo vão ser apoiados.
Rui Pando Gomes 21 de Agosto de 2018 às 08:30
Ministro avaliou estragos no Centro de Reprodução do Lince Ibérico
Ministro avaliou estragos no Centro de Reprodução do Lince Ibérico
Ministro avaliou estragos no Centro de Reprodução do Lince Ibérico
Ministro avaliou estragos no Centro de Reprodução do Lince Ibérico
Ministro avaliou estragos no Centro de Reprodução do Lince Ibérico
Ministro avaliou estragos no Centro de Reprodução do Lince Ibérico
Ministro avaliou estragos no Centro de Reprodução do Lince Ibérico
Ministro avaliou estragos no Centro de Reprodução do Lince Ibérico
Ministro avaliou estragos no Centro de Reprodução do Lince Ibérico
Ministro avaliou estragos no Centro de Reprodução do Lince Ibérico
Ministro avaliou estragos no Centro de Reprodução do Lince Ibérico
Ministro avaliou estragos no Centro de Reprodução do Lince Ibérico
Ministro avaliou estragos no Centro de Reprodução do Lince Ibérico
Ministro avaliou estragos no Centro de Reprodução do Lince Ibérico
Ministro avaliou estragos no Centro de Reprodução do Lince Ibérico
O Governo garante que vai encontrar soluções de alojamento para as 41 pessoas que perderam as suas casas no incêndio de Monchique, prevendo um investimento de cerca de dois milhões de euros.

As famílias com baixos rendimentos terão um financiamento a 100%. Para recuperação do Centro Nacional de Reprodução do Lince Ibérico, em Silves, que foi atingido pelo fogo e obrigou à retirada de 29 linces, o Ministério do Ambiente prevê um investimento de meio milhão de euros.

O incêndio provocou danos em 32 habitações, sendo que em 12 registou-se perda total. O levantamento completo das necessidades das vítimas, segundo o Governo, ficará terminado na próxima quinta-feira.

As soluções para os desalojados serão encontradas através do já anunciado programa Porta de Entrada, em que os lesados teriam de suportar cerca de 25% do financiamento para as obras.

A novidade, apresentada ontem pelo ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, após uma reunião na Câmara de Monchique, é que o referido programa contempla "exceções para famílias com baixos rendimentos", que "não irão pagar nada".

Segundo o governante, serão apoiados "os proprietários das casas" mas, acima de tudo, "as pessoas que ficaram sem habitação".
No concelho de Silves, João Matos Fernandes visitou o Centro Nacional de Reprodução do Lince Ibérico, que foi atingido pelo fogo.

O governante garantiu que será aberto um concurso, em breve, para a realização de obras num valor aproximado de "meio milhão de euros".

O objetivo é promover o regresso dos 29 linces acolhidos em parques espanhóis, "até ao final de novembro".
Ver comentários