Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Aponta armas à GNR e é solto

Furtou duas armas de caça, na zona de Rio Maior, e andou a exibi-las pela aldeia onde vive, no concelho de Alcanede. Quando a GNR o tentou identificar, apontou as caçadeiras aos militares e disparou quatro tiros. Os guardas só não foram atingidos porque agiram com rapidez e conseguiram desarmá-lo. Por ordem de um procurador do Ministério Público (MP), o suspeito, de 52 anos, foi libertado, com termo de identidade e residência.
5 de Dezembro de 2010 às 00:30
Aponta armas à GNR e é solto
Aponta armas à GNR e é solto FOTO: Ricardo Cabral

Segundo apurou ontem o CM, a GNR de Santarém recebeu uma informação na sexta--feira de manhã, denunciando o facto de um homem andar armado na via pública, na localidade de Viegas, em Alcanede.

Foi imediatamente mobilizada uma patrulha, que localizou o suspeito dentro da sua residência. Os militares tentaram, primeiro, contactá-lo, mas ele não abriu a porta. Passado algum tempo, surgiu à entrada de casa, empunhando duas armas na direcção dos elementos da GNR.

Os militares avançaram, decididos, para o desarmar, mas, enquanto procediam à sua imobilização, o homem ainda conseguiu disparar quatro tiros. Por sorte, os disparos não atingiram ninguém. As duas armas tinham sido furtadas em Rio Maior. Informado da detenção da GNR, o magistrado do MP de Santarém mandou apreender as caçadeiras e as munições e libertar de imediato o suspeito, constituído arguido.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)