Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

“Apontaram-lhe uma pistola à cabeça”

A juíza e arguida Isabel Pinto Magalhães contou ontem, na 3ª sessão do julgamento do caso Universidade Independente, que o ex-marido e antigo vice-reitor da UNI, Rui Verde, foi agredido em Dezembro de 2005 pelo também arguido Amadeu Lima de Carvalho e familiares.
2 de Fevereiro de 2011 às 00:30
Isabel Magalhães diz ser inocente
Isabel Magalhães diz ser inocente FOTO: Mariline Alves

"Fecharam-no numa sala, apontaram-lhe uma pistola, roubaram-lhe três mil euros e obrigaram-no a assinar cheques ou uma declaração de dívida", disse Isabel Pinto Magalhães, no julgamento que decorre na Relação de Lisboa. A arguida sublinhou que o episódio a levou a pedir protecção policial, mas negou que o pedido possa ser entendido como uma admissão de culpa, como sugere a acusação. Acusada de branqueamento de capitais e falsificação de documentos, a juíza clama inocência. E ontem disse que o MP cometeu um erro na acusação de falsificação. O juiz Ricardo Cardoso prometeu averiguar. O julgamento continua na terça-feira.

ISABEL MAGALHÃES RUI VERDE UNIVERSIDADE INDEPENDENTE JULGAMENTO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)