Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

APOSTA NO TURISMO

Com mais de 40 quilómetros de praia, desde Tróia a Melides, o concelho de Grândola quer afirmar-se, dentro de dez anos, como o terceiro destino turístico de veraneio no nosso país, depois da Madeira e Algarve.
20 de Agosto de 2002 às 22:21
Nesse sentido há projectos para a construção de dezenas de aldeamentos turísticos na região alentejana, hotéis e campos de golfe, entre outros equipamentos para atrair visitantes, com uma capacidade global de 30 mil camas.

O novo executivo da Câmara Municipal de Grândola tem analisado algumas propostas que estavam “completamente paradas” e outros projectos desenvolvidos a “um ritmo bastante lento”. O autarca socialista Carlos Beato referiu que, neste momento, estão concluídos alguns planos de pormenor, “como por exemplo o de Tróia, a construção do Morcegário, a destruição das torres de Tróia, o projecto Golfe Hotel, entre outros, ligados aos grupos Espírito Santo, Sonae, Pestana e Sapec”.

Para o edil de Grândola, que irá inaugurar amanhã ao final da tarde a ‘Feira de Agosto - Turismo, Ambiente e Desenvolvimento’, o concelho tem “muitas potencialidades 'adormecidas', como as praias magníficas, um território ordenado, ambiente e património preservado, gastronomia identificadora do nosso povo e gente que gosta de acolher e receber os visitantes”.

Por isso, acrescenta, de Tróia a Melides os visitantes terão dentro de uma década “turismo de qualidade para todas as bolsas, com unidades de pequena dimensão, com um máximo de dois andares.”

Além das praias, actualmente frequentadas por muitos espanhóis que residem na região extremenha, os turistas poderão num futuro próximencontrar na região condições ideais para a prática de golfe, hipismo, desportos náuticos, conhecer o património cultural e arquitectónico, desfrutar da serra, como também permanecer pelas unidades de turismo rural. Para o efeito, Grândola tem excelentes acessibilidades, mas os serviços ainda estão longe de corresponder às necessidades da região.

"Não podemos viver só do turismo”, constata, porém, Carlos Beato, um autarca que foi militar de Abril na coluna do capitão Salgueiro Maia, e hoje tem projectos para o concelho de Grândola: “Vamos iniciar um projecto de uma nova Zona Industrial, apetecível para os empresários, uma vez que ficará bem localizada e estruturada".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)