Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

ARGELINO NA LISTA NEGRA

O cidadão argelino detido na passada quinta-feira pelos Serviços de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) consta de uma lista internacional com nomes de suspeitos de terrorismo elaborada e divulgada pelos Estados Unidos da América. Os norte-americanos reclamam a detenção dos indivíduos referenciados no documento.
2 de Abril de 2003 às 00:29
A informação foi avançada ontem pela Lusa, que cita uma fonte ligada ao processo. O CM apurou que a Polícia Judiciária, Serviços de Informação e Segurança (SIS) e o SEF aguardam por mais informação sobre o alegado envolvimento do indivíduo de nacionalidade argelina numa rede terrorista, alegadamente a al-Qaeda. Para tal contam com as forças policiais congéneres, nomeadamente, o FBI (norte-americana).
As suspeitas de envolvimento do referido cidadão ao grupo terrorista de Bin Laden foram levantadas durante as buscas efectuadas ao quarto da pensão do detido.
Na ocasião foram detectados vários indícios, como documentos falsificados e material falsificado. Há ainda outros vestígios que estão a ser apurados e que podem levar a outros suspeitos com ligações a redes internacionais terroristas. Para já a informação é escassa, mas há um dado adquirido. O cidadão de nacionalidade argelina é alvo de uma investigação alargada, dado que o nome faz parte da lista de terroristas reclamada pelos norte-americanos. Este cenário pode configurar um caso similar ao do indiano Abu Salem, com uma diferença: neste caso há um acordo de extradição entre Portugal e os EUA.
Todos os factos foram levantados a partir de uma mega operação realizada pelo SEF.
O CASO
O Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa determinou quinta-feira à noite a prisão preventiva de um imigrante ilegal magrebino. A suspeita de ligação a movimentos terroristas internacionais esteve na base da aplicação da medida máxima de coação decidida pelas autoridades judiciais, conforme noticiou o CM em primeira mão.
Na altura desconhecia-se que o cidadão, – soube-se depois, de origem argelina – constava da lista ‘negra’ norte-americana. A detenção resultou de uma acção rotineira do SEF nas regiões de Lisboa e Algarve, que contou com cem inspectores. Treze cidadãos africanos foram detidos. Só um ficou em prisão preventiva.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)