Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Arguido silencioso no julgamento

O engenheiro mecânico acusado de ter encomendado a dois homens de nacionalidade russa o assassínio da sua própria mulher não fez qualquer declaração, na primeira sessão do seu julgamento, no Tribunal de S. João Novo, no Porto.
1 de Junho de 2007 às 00:00
Manuel Albert Soares, ontem à tarde, quando fugia aos jornalistas
Manuel Albert Soares, ontem à tarde, quando fugia aos jornalistas FOTO: José Rebelo
Manuel Albert Soares, de 41 anos, é suspeito de ter pago cinco mil euros a dois homens para matarem a mulher, Maria Teresa Mourão Soares, proprietária dos dois restaurantes McDonald’s de Braga. A esposa do arguido explicou ontem ao colectivo que o relacionamento do casal já não existia desde há sete anos, pois não se falavam, apesar de viverem na mesma residência, na Encosta do Bom Jesus, em Braga.
Os dois russos confirmaram também que Manuel Albert Soares lhes entregou o dinheiro para assassinar a mulher, devendo para tal simular um acidente de viação.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)