Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Armadilha na rua mata jovem de 13 anos

Rapariga caiu de uma claraboia não sinalizada.
Tiago Virgílio Pereira 15 de Setembro de 2017 às 02:22
Inês Esteves tinha 13 anos
Estrutura de acrílico não estava sinalizada e não tinha proteção
Menina caiu numa claraboia que estava tapada por arbustos
Menina caiu numa claraboia que estava tapada por arbustos
Menina caiu numa claraboia que estava tapada por arbustos
Menina caiu numa claraboia que estava tapada por arbustos
Menina caiu numa claraboia que estava tapada por arbustos
Menina caiu numa claraboia que estava tapada por arbustos
Inês Esteves tinha 13 anos
Estrutura de acrílico não estava sinalizada e não tinha proteção
Menina caiu numa claraboia que estava tapada por arbustos
Menina caiu numa claraboia que estava tapada por arbustos
Menina caiu numa claraboia que estava tapada por arbustos
Menina caiu numa claraboia que estava tapada por arbustos
Menina caiu numa claraboia que estava tapada por arbustos
Menina caiu numa claraboia que estava tapada por arbustos
Inês Esteves tinha 13 anos
Estrutura de acrílico não estava sinalizada e não tinha proteção
Menina caiu numa claraboia que estava tapada por arbustos
Menina caiu numa claraboia que estava tapada por arbustos
Menina caiu numa claraboia que estava tapada por arbustos
Menina caiu numa claraboia que estava tapada por arbustos
Menina caiu numa claraboia que estava tapada por arbustos
Menina caiu numa claraboia que estava tapada por arbustos
Morreu ontem a adolescente de 13 anos que caiu de uma claraboia com altura de cinco metros, no bairro de Santa Eugénia, em Viseu.

O acidente aconteceu pelas 14h15 de quarta-feira. Inês Esteves estava a brincar com uma amiga na rua enquanto esperava pela abertura do centro de explicações. Saltou para cima da claraboia, que não estava sinalizada e não tinha proteção.

A estrutura em acrílico, com um metro de diâmetro e rodeada por vegetação, partiu-se e a adolescente caiu de uma altura de cinco metros para a zona das garagens de um prédio. Sofreu ferimentos graves e foi transportada ao hospital de Viseu.

Ao final da tarde foi encaminhada para o Hospital Pediátrico de Coimbra, onde veio a morrer um dia depois. "É uma situação muito difícil para a família. Queremos saber quem são os responsáveis por esta morte. É uma vergonha.", disse ao CM António Loureiro, tio de Inês Esteves, revoltado.

A PSP de Viseu esteve no local do acidente e está agora a investigar. A claraboia vai hoje ser substituída por uma uma placa de vidro laminado e muito mais resistente. "Era para ser já hoje [ontem] mas é preciso saber se a estrutura pertence ao condomínio ou se é pública", explicou entretanto um dos construtores.

A autópsia ao corpo da adolescente deve ser realizada hoje e o funeral deverá acontecer amanhã.
A menina frequentava a escola Grão Vasco, em Viseu.

A notícia está a deixar muitos pais preocupados com a falta de segurança e de sinalização da claraboia naquele local.
Grão Santa Eugénia Inês Esteves Viseu Hospital Pediátrico de Coimbra António Loureiro PSP Vasco
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)