Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Armazém destruído

Um violento incêndio deflagrou ontem ao final da tarde, na zona industrial do Porto, destruindo por completo o armazém de malhas Best Shop.
12 de Dezembro de 2005 às 00:53
A resposta rápida dos bombeiros não foi suficiente
A resposta rápida dos bombeiros não foi suficiente FOTO: Cynthia Valente
“Tínhamos muito material lá dentro, mas não sabemos o valor do prejuízo”, disse ao CM o filho do proprietário, de lágrimas nos olhos, no momento em que os bombeiros retiravam um BMW calcinado pelas chamas do interior do armazém. “Temos seguro, mas custa ver tudo isto reduzido a cinzas”, acrescentou José Lemos, enquanto, ao seu lado, o pai olhava impotente para as labaredas.
Apesar dos meios mobilizados por três corporações de bombeiros, que se deslocaram ao local, o incêndio demorou algumas horas a ser controlado. A principal preocupação foi a de evitar que as chamas alastrassem ao armazém contíguo de produtos farmacêuticos Alliance Unichem. “Quando aqui chegámos já pouco havia a fazer”, informou ao nosso jornal uma fonte dos bombeiros.
O alerta foi dado por Edgar Ferreira. “Vim trazer a minha mãe à Alliance Unichem e apercebi-me que havia muito fumo no armazém ao lado. Chamei os bombeiros, que foram rápidos na resposta. Ainda ouvi umas explosões”, explicou. O incêndio foi controlado cerca das 20h15, entrando depois na fase de rescaldo. O sinistro foi combatido por 51 homens, apoiados por 19 viaturas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)