Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Arrasta cão na rua e bate em patrulha da GNR

Rottweiler acorrentado a jipe e com patas ensanguentadas. Caso ocorreu em Óbidos.
Isabel Jordão 14 de Novembro de 2019 às 01:30
A carregar o vídeo ...
Rottweiler acorrentado a jipe e com patas ensanguentadas. Caso ocorreu em Óbidos.
Um homem de 32 anos foi detido pela GNR e está indiciado do crime de maus-tratos a animais de companhia, punível com prisão até um ano, por estar a arrastar um cão da raça rottweiler, preso a um jipe com uma corrente, em A-dos-Negros, Óbidos. Ao ser abordado pela patrulha, o homem reagiu com violência, ameaçando e agredindo os militares.

Segundo apurou esta quarta-feira o CM, a GNR foi alertada por uma mulher que viu o jipe conduzido pelo detido a circular na estrada e com o cão a ser arrastado. Quando a patrulha chegou, o jipe já se encontrava parado junto à berma, com a porta de trás aberta e o cão lá dentro, ainda preso à corrente, a ganir e com as patas ensanguentadas. O dono estava junto do cão, a lavar-lhe as patas com água.

Ao ser abordado pela patrulha, o homem "proferiu ameaças dirigidas aos militares, molestando fisicamente um deles", revelou o Ministério Público de Leiria, adiantando que estava "ainda na posse de uma catana", que foi apreendida.
Foi constituído arguido e passou a noite detido para ser presente a um juiz de instrução no dia seguinte, indiciado dos crimes de maus-tratos a animais, resistência e coação a funcionário e detenção de arma proibida.

O homem ficou em liberdade e tem de se apresentar duas vezes por semana, às terças e quintas-feiras, no posto da GNR de Óbidos. Está ainda proibido de "adquirir ou usar armas de fogo, catanas e sabres ou similares" e obrigado a "entregar à GNR as que tiver na sua posse".

O animal - que não tem a documentação em ordem - foi recolhido pelos militares e ficou ao cuidado do pai do detido, por o canil estar fechado, já que a detenção ocorreu ao final da tarde do dia 5. O cão vai ser sujeito a uma perícia, pelo veterinário municipal, para se avaliar o estado de saúde, pedida pelo Ministério Público.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)